Quem disse que religioso também não é fofoqueiro?

agosto 25, 2011 em Na Geral

Sem comentários, a imagem diz tudo…

A propaganda aumenta a fé!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

É nisso que dá ser honesto.

agosto 14, 2011 em Piadas Infames

Eu e minha boca grande.

Minha mulher perguntou:
Com quantas mulheres você já dormiu até hoje?
E, eu, orgulhosamente respondi:
– Só contigo, meu amor. Com as outras, passei a noite inteira acordado…
O horário de visitas no Hospital é das 16:00 às 20:00 hrs.
Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Mais uma do moleque

agosto 4, 2011 em Piadas Infames

Joãozinho de novo – Inédita e ótima!

– Joãozinho estava brincando no playground da escola, quando viu o carro do seu pai passando em direção ao mato atrás da escola… seguiu o carro e viu seu pai e tia Jane, se abraçando apaixonadamente!!! Joãzinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa para contar pra sua mãe o que tinha visto …
– Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro… Eu fui atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane….depois ele a ajudou a tirar sua blusa… aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane….’
Nesse ponto a mamãe o interrompeu e disse:
– Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal você guardar o resto dela pra hora do jantar?…. eu quero ver a cara do seu pai, quando você contar tudo isso hoje à noite!’
Na hora do jantar, a mamãe pediu ao Joãozinho pra contar sua estória… Joãozinho então começa:
– ‘Eu tava brincando no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro… aí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane…aí ele a ajudou a tirar sua blusa… aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o papai começaram a fazer as mesmas coisas que a mamãe e o tio Bill faziam, quando o papai estava no exército …’
Nesse ponto a mamãe desmaiou!

_________________________
Moral da estória: dê atenção a quem estiver falando com voce e escute tudo até o final, antes de tirar sua próprias conclusões!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Igualdade já!

maio 10, 2011 em Na Geral

Agora que o Supremo Tribunal Federal aprovou por unanimidade a “União Estável Homossexual”, que nada mais é do que o casamento gay, por que não começar a dar atenção a uma outra categoria, também sofrida, discriminada, traída, criando filhos dos outros e sendo motivo de chacotas por toda a parte? Falamos da categoria do Corno, esse enjeitado da sociedade, esse pária, que só tem um amigo sincero na vida: o Ricardão. Portanto, após algumas pesquisas, conseguimos algumas idéias alheias que poderão servir de base para os ínclitos ministros do nosso tribunal maior.

O Projeto de Lei conteria alguns artigos essenciais, como relatados abaixo:

Artigo 1
Todo corno tem o direito de ser tratado como gente.

Artigo 2
A partir da publicação desta Lei todo corno tem o trânsito livre, desde que apresente um chifre com, no mínimo, duas polegadas de comprimento.

Artigo 3
O corno revoltado será detido e processado, conforme a lei.

Artigo 4
Fica assegurado que ser chamado de corno, a partir da promulgação desta Lei, será considerado elogio.

Artigo 5
Todo o corno deverá reconhecer, em cartório, que é melhor ser corno do que ser político.

Artigo 6
O governo federal criará projetos de disseminação e assentamento de cornos em áreas devolutas a serem definidas em lei complementar.

Artigo 7
Todo aquele(a) que pisar em rastro de corno terá direito à 25% de isenção no Imposto de Renda a pagar.

Artigo 8
O descumprimento desta Lei implicará em penalidades que vão da devolução da mulher ao cabaré de origem, até o envio do corno  à casa do caralho.

———————————————————————————————————————
ORAÇÃO DO CORNO

Deus, me livre se eu for corno!

Se eu for corno, que eu não sinta,

Se eu sentir, que eu não saiba,

Se eu souber, que não acredite,

Se eu acreditar, que eu não veja,

Mas se eu ver, meu Deus, que me conforme!!!

———————————————————————————————————————

OS 20 MANDAMENTOS DO CORNO

1. Amar a mulher acima de todas as coisas.

2. Ser fiel e leal a esposa.

3. Assumir os filhos do João, do Joaqui, do Antonio e de quem mais aparecer.

4. Fazer amor sempre depois.

5. Ignorar chinelos e toalhas molhadas.

6. Telefonar antes de chegar em casa.

7. Não chegar cedo do trabalho.

8. Usar sempre a campainha.

9. Manter o freezer sempre cheio.

10. Nunca ter ciúmes da mulher.

11. Nunca chegar em casa antes da hora de costume.

12. Se chegar e vir alguma coisa, fingir-se de cego. Fingir não estar a ver aquilo que só o seu coração está sentindo e o povo todo na rua está sabendo.

13. Não dar ouvidos a rumores. Afinal chato não é ser corno, chato são os comentários.

14. Em caso de apanhar a sua mulher em flagrante, não fritar a cabeça para não derreter o chifre que ela lhe pôs com tanto amor e carinho.

15. Caso o Ricardão seja valente, faça como um celular… permaneça desligado.

16. Respeitar o chifre alheio, pois os direitos são iguais.

17. Nunca usar o nome do Ricardão em vão.

18. Ao descobrir que é corno, agradeça à sua mulher e reze um terço na intenção de São Cornélio, nosso padroeiro e mentor.

19. Nunca falar do chifre do próximo, pois o próximo pode ser você. Isso se já não for.

20. Não temer ser corno, chifre é como um fantasma, geralmente aparece pra quem tem medo.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Paternidade presumida

fevereiro 16, 2011 em Piadas Infames

Entreouvido há minutos, no restaurante onde Pereba almoça:

Pelo menos agora a mulher casa.

– Porra, cara, tô fudido. Minha namorada tá grávida. De dois meses.
– Mas você já descobriu quem comeu?

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Quanta frescura!

janeiro 5, 2011 em Na Geral

O Jetro Ramon nos mandou um e-mail que ele viu no Testosterona e que explica muito bem o que acontece na cabeça da mulherada quando resolve colocar um par de chifres no namorado, marido, amante, peguete, ficante, tarado de plantão, etc.

É como uma crise existencial. Só porque vão dar pra outro precisam, necessariamente, de uma desculpa, um motivo, uma explicação convincente pra liberar a perereca, tamanho é o medo de levar uns péduvido (como dizia meu finado avô) e um pé na bunda depois. Muito blá-blá-blá. Já os homens, ah, os homens, pra que se preocupar? Perereca? “Tamo dentro”!

A terra vai comer mesmo! Pra que tanta onda?

Ah, e prá quem não conhece, o péduvido é o atual telefone.

Valeu, Jetro!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

O gene D4 realmente funciona

dezembro 12, 2010 em Na Geral

Pegando carona no post da colega Patty, achei no Bastardidentro, uma imagem que ilustra o funcionamento do tal do gene D4. Fica tudo muito bem esclarecido. Ali tem D4 (de quatro, literalmente), sacanagem, galinhagem, palhaçada, piada, tudo o que é bom na vida. Só o idiota do cachorro é que parece não estar entendendo o “espírito” da coisa. Ou deve estar olhando feio pro dono da “presa”, avisando: se chegar perto, eu mordo.

Esse gene enlouquece.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Gene é o culpado pela infidelidade

dezembro 12, 2010 em Notícias Comentadas

Alô, pessoas traídas desse mundo, pasmem! Seu parceiro não fez por mal. Pesquisadores afirmam que o responsável pela infidelidade é um gene chamado DRD4. Isso mesmo! D4. Tudo a ver…

“Indivíduos com uma certa variante do gene DRD4 são mais propensos a ter um histórico de sexo sem compromisso, incluindo casos de uma noite só e atos de infidelidade”

Justificativa garantida

Ou seja, qual é a maior sacanagem desta notícia? O fato do comportamento galinha ter justificativa científica ou do gene se chamar D4?

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Vai confiar, vai, besta!

outubro 1, 2010 em Piadas Infames

No começo é o namoro. Só bejinhos, beijinhos, amassinhos, “môr” pra cá, “bem” pra lá, “benzinho” pracolá. E tome dar presentes caros, pagar jantares em restaurantes finos, gastar uma puta grana que você não tem. Seus melhores amigos nessa fase são o gerente do banco e a operadora do cartão de crédito, loucos para ver a cor do seu dinheiro. Depois vem o noivado. Aí já fica mais rotineiro, você já experimentou a mercadoria, a coisa já deu uma esfriada, ou seja, o fogo já deu uma apagada. Depois vem o casamento. E é aí que as coisas acontecem de verdade. Como diz o ditado: Deus criou a mulher, e o Diabo deu-lhe inteligência. Acompanhem a singela historinha logo abaixo.

A capacidade imaginativa de uma mulher

Uma mulher andava na beira de um rio quando viu um sapo preso em uns galhos pedindo socorro. Quando ela chegou perto, ele disse:

– Me salva que eu realizo 3 desejos, mas tudo que eu der a você, seu marido ganhará 10 vezes mais.

Ela pensou um pouco, mas topou!

1° Desejo
Mulher: Quero ser muuuuuuuuuuuuito, mas muuuuuuuuuuuuito rica.
Sapo: Ok, mas lembre-se que seu marido será 10 vezes mais rico.
Mulher: Não tem importância, tudo que é meu é dele, e tudo que é dele é meu.… e ela se tornou muito rica. Ele também.

2º Desejo:
Mulher: Quero ser muuuuuuuuuuuuito, mas muuuuuuuuuuuuito bonita.
Sapo: Ok, mas a mulherada vai cair em cima do seu marido porque ele vai ser 10 vezes mais bonito que você.
Mulher: Não tem problema. E ela se tornou rica e maravilhosa. Ele também.

Enfim, o 3º desejo :
Mulher: Quero ter um enfartezinho bem pequenininho…  bem de leve… só um susto!
O sapo ficou sem fala.

Nunca subestime a capacidade de imaginação de uma mulher!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Quarta-feira

agosto 11, 2010 em Na Geral

Quarta-feira… ah, a quarta-feira! Dia de comer a feijoada do boteco da esquina, junto com uma caipirinha prá diluir a gordura e desentupir as veias. Brigando com os mosquitos, que não te pagam um cafézinho, mas na hora da comida ficam ali, disputando com você quem come mais e mais depressa! Por uma questão de custos, o boteco não tem garçom, só o dono, com a barba por fazer, usando um boné encardido, com um cigarro atrás da orelha e um palito de dentes na boca. Só vendo prá acreditar… mas, enfim, apesar da preguiça e da vontade de achar um canto prá dormir o resto do dia, vai aí uma piadinha prá pelo menos não dizer que não fiz nada hoje:

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print