Essa é de rolar de rir

setembro 29, 2011 em Na Geral

De novo eu não aguentei. A história é tão maluca, mas tão bem contada, que vale a pena ler. Estou dando risada sozinho.

Advogado Içarence processará dono da Internet

O município de Içara (sabe lá Deus onde fica isso), promete entrar nos anais da histórica jurídica universal, por conta de uma ação movida pelo advogado Johann Frederiksson da Silva contra o DONO DA INTERNET. O imbróglio teve início no dia 1º de setembro, quando o cliente de Johann, o megaempresário içarense do ramo de perucas Edney Calvo, acessou um sítio (site) de compartilhamento de arquivos na rede mundial computadores, a internet. Ney (como é conhecido pelos mais íntimos), vasculhava diversas páginas do referido sítio, almejando realizar o download legal (**) da canção “Vou não, posso não, quero não” em ritmo de polca alemã (Ney está se preparando para a Oktoberfest), quando deparou-se com a seguinte mensagem: 

 “Oi meu nome é Samara, tenho 14 anos (teria se estivesse viva), morri aos 13 em Cascavel-PR. Eu andava de bicicleta quando não pude desviar de um arame farpado. O pior foi que o dono do lote não quis me ajudar, riu bastante de mim, e após agonizar por 2 horas enroscada no arame eu faleci, e através dessa mensagem  peço que façam com que eu possa descansar em paz. Espalhe isso e minha alma estara sendo salva por você e pelos outros que a receberão. Caso não repasse essa mensagem vou visitar-lhe hoje a noite assim voce poderá conhecer o tal arame bem de pertinho. Dia 15 de Julho Mariana resolveu rir dessa mensagem, uma noite depois ela sumiu sem deixar vestigios. O mesmo aconteceu com Kare dia 18 de Outubro. Não Quebre essa corrente por favor, a não ser que queira sentir a minha presença…   

Segundo informações do Google, cerca de 50 mil meninas chamadas Samara morrem anualmente ao se enroscarem num arame farpado. - A foto, batida no depósito da loja Polenta Materiais de Construção, é obra do nosso fotógrafo e usuário de perucas Jaime Talarico.

Ney, do alto de sua valentia, decidiu que não seria o fantasma de uma garotinha que mal sabia andar de bicicleta que tiraria seu sono. Sendo assim, Ney pegou sua winchester 22 e se pôs de tocaia na frente de casa. Por volta das 23:30 daquela noite, nosso intrépido internauta notou uma suspeita movimentação feminina na calçada. Ney não titubeou: deu 5 tiros na vadia.  O problema é que a vadia não se tratava de Samara, a fantasminha nem tão camarada, mas sim de dona Zélia, folclórica cidadã içarense, famosa por ser voluntária em diversas organizações de assistência social. Ney até pensou em se livrar do corpo da velha, mas de nada adiantou, pois Casemiro, o guardinha noturno, testemunhou o assassinato e logo tratou de acionar as autoridades competentes. Diante do ocorrido e tendo sido informado que a história de Samara não passa de uma lenda urbana (embora haja controvérsias), o advogado Johann alegou que seu cliente foi induzido ao erro pela internet e que, portanto, é o dono da internet que deve ser responsabilizado pelo crime. Johann, cristão fervoroso que é, ainda enviou uma carta ao papa Bento XVI, recomendando a excomunhão do dono da internet, pois esta é, notoriamente, uma FERRAMENTA DO DEMÔNIO

 ( ** ) – Ney alegou que excluiria a canção após o prazo legal de 24 horas. 

 PS: quem for ao Polenta Materiais de Construção nos próximos dias e disser que viu a propaganda aqui, ganha desconto de 5% nas compras acimas de R$ 500,00. IMPERDÍVEL!!! (promoção válida até o dia 8 de outubro).

___________________

 Copiado e adaptado desaforadamente do desaforo

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Toma que o filho é teu!

fevereiro 17, 2011 em Caqui Utilidade

Oi pessoal!

Pegando o gancho no post do Pereba e levando em consideração o dever social que este site, que esbanja cultura e informação (aaafff…) tem com vocês, acho interessante informar os garotões de plantão sobre a existência de uma lei que pode pega-los no pulo! Não é de hoje que alguns relacionamentos de desfazem quando surge uma gravidez indesejada. E o desfecho é quase sempre o mesmo: a garota se ferra com o ranhentinho e as pelancas que lhe cabem enquanto o bonitão dá no pé.

Pensando em equilibrar essa guerra dos sexos, o Judiciário Brasileiro editou uma lei para pegar de jeito os bonitões. A Lei dos Alimentos Gravídicos!

É dando... que se engravida!

Se fosse só eles, até que seria justo. Mas em tempos de micareta e outras baladinhas do tipo “sou de todo mundo e todo mundo é meu também”, em que gravidez não significa necessariamente a existência de um relacionamento, fica difícil a lei não deixar brecha para o marmanjo escapar. E é aí que mora o perigo! Na tentativa de fechar o cerco, a Lei 11.804/2008 tem que garantir o direito que as mamães cobrem pensão dos papais, que as vezes elas nem  sabem o nome…

É, caros leitores, a farra começa a ter seu preço! Para aqueles que realmente farrearam, pelo menos estão pagando por algo que “co-meteram”! Para os que não farrearam mas ficaram naquela graça de pegar na mão na frente de todo mundo e ir perseguindo a garota até a saída e chegou contando vantagem de que havia feito as maiores orgias indecorosas com a garota quando na verdade só tomou toco… vão pagar pela língua!

A tal lei diz que se uma mulher diz que está grávida e fala que você é o pai… PIMBA! Você paga pensão e tudo o que ela precisar para garantir a saúde do seu bebezinho!

Mas e se você falar que não é o pai, ou que ela saia com todo mundo, ou que foi uma noite só e blá, blá, blá? Bom, aí… o juiz vai falar para você ir pagando até o neném nascer e poder fazer o exame de DNA, oras! Hum… e se no exame for comprovado que você não é o pai? Você recebe o que pagou de volta? Nã-nã-não! Onde está seu espírito de cidadania e solidariedade? Vai cobrar o bem que fez a uma criança inocente que não pediu nada a você? “Perdeu, preibói”! Pagou, já era! Não tem volta!

Por isso, amigos leitores, cuidado por onde levam seus meninões para brincar, cuidado com as lorotas falsas que contam por aí, por que a canoa agora pode virar, hein! Na pior das hipóteses, se for incontrolável o desejo de sair aprontando por aí… catem um ser do mesmo sexo que o seu, com ou sem aparência feminina, que é mais garantido!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

O advogado e o surdo-mudo

setembro 28, 2010 em Piadas Infames

Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado dez  milhões de dólares do caixa. O contador era surdo-mudo, por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir e em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha.

Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os US$10 milhões, levou  junto seu advogado, que sabia a linguagem de sinais dos surdos-mudos. 

O chefão perguntou ao contador:
– Onde estão os U$10 milhões que você levou?
O advogado, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao  contador que logo respondeu (em sinais):
– Eu não sei do que vocês estão falando.
O advogado traduziu para o chefão:
– Ele disse não saber do que se trata.
O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador, gritando:
– Pergunte a ele de novo!
O advogado, sinalizando, disse ao infeliz:
– Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro!
O contador sinalizou em resposta:
– OK, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no número 400, da Rua 26, quadra 8, no bairro Santa Marta!
O mafioso perguntou para advogado:
– O que ele disse?
O advogado respondeu:
Ele disse que não tem medo de viado e que você não é macho o bastante para puxar o gatilho, seu corno!!!

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Divórcio

julho 4, 2010 em Piadas Infames

Um casal de carro na estrada de Oiapoque/AP. A mulher de repente vira-se e diz:
– Eu quero o divórcio. Estou tendo um caso com seu melhor amigo, ele é muito melhor na cama, e resolvi largar você e ficar definitivamente com ele.
O cara não diz nada, mas começa a acelerar o carro até os 80 Km/h. A mulher continua:
– E eu quero ficar com a casa, com a guarda das crianças e os cartões de crédito.
O cara continua calado e acelera até 100 Km/h. Ela continua:
– E quero também o barco, a casa de campo e as jóias…
Ele chega a 120 Km/h ainda sem dizer nada. Ela vai em frente e diz:
– O título  do clube, o dinheiro dos investimentos e o carro também.
130Km/h, 140 km/h… Como ele ainda não fala nada ela pergunta:
– E você? Não vai dizer nada?
Ele finalmente responde enquanto o carro vai chegando perto dos 150 km/h:
– Não, não quero nada. Tenho tudo que eu preciso… e o que eu tenho, você NÃO tem e nunca terá.
Ela dá uma risadinha, olha pra ele e pergunta:
– É mesmo é bonitinho? E o que é que você tem, hein?
Ele dá um sorriso, aponta o carro para uma árvore e responde:
– Airbag.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print