Viva a escrava Isaura!

maio 13, 2010 em Diário da Patty

Certa vez, uma chefe fez uma revelação ao seu departamento, em alto e bom som, com toda a propriedade intelectual que habitara em seu ser. A tal informação mudaria o curso da história que todos nós aprendemos desde sempre na escola: Em 13 de maio de 1888, a Escrava Isaura aboliu a escravidão no Brasil. Princesa Isabel é o catso!

___

Quando é o chefe que diz, é lei! 😀

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Viagem no Twitter

abril 22, 2010 em Diário da Patty

Viajei legal na brisa do Twitter.

Costurando os TT's de SP

Pedro Álvares Cabral descobriu a Terra por engano, guiado pelo álbum da copa. Na verdade ele queria chegar no Eyjafjallajökull. Vestindo a camisa Vivo, repreendeu  Pero Vaz de Caminha, um pichador português, que escreveu a palavra achamento na carta que mandaria a Portugal para informar do descobrimento que fizera,  assassinando a língua portuguesa. Nesta carta destinada ao Rei, Pedro expressou sua admiração ao ver pela 1ª vez um Kiabbo e anexou uma receita da culinária portuguesa com a  iguaria da nova Terra, batizando-a de virada cultural.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Coé?

abril 16, 2010 em Diário da Patty

Fui convidada a participar de um processo seletivo de uma empresa bacana e hoje compareci lá. A entrevista foi super tranqüila mas… foi aplicado um bendito teste. Não era difícil. Com o auxílio de uma calculadora básica dava para resolver tudo rapidinho e sem estresse.

Me foi fornecido uma calculadora (simples, bonitinha mas tããão ordinária) que não operava o raio da divisão. Me fez perder um baita tempo, além do fato de eu ter que fazer as continhas literalmente na unha, como nos áureos tempos da escola (saudosa tabuada, fórmula de báskara…). A coisa foi tão surreal que não pude deixar de pensar:  coé? a zica calculator faz parte do teste? Só pode ser!

Operação matemática na unha e sem tempo nem Jack Bauer encara

Depois desse perrengue, ainda teve a parte Fuvest da coisa. Ah se tivesse um teste desse pra ser presidente deste país. Aí depois disso, o sapato escalpelou meu pé, a roda do ônibus na volta quase se desprendeu da suspensão… e muitos outros infortúnios mais. Enfim, dando certo ou não esse processo, só sei de duas coisas: essa vai pra minha biografia e melhor não sair de casa mais por hoje.

E você, brasileiro(a) em busca de recolocação profissional,  que teve que se submeter para conseguir um emprego? Teste do sofá? Banheira do Gugu? Soletrando? Comer olhos de cabra? Se vestir de esponja e se esfregar na parede?

Bjs.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print

Vacinação contra o H1N1

abril 7, 2010 em Diário da Patty

Hoje fui tomar a famosa vacina (anti palmeirense) contra o vírus Influenza H1N1.

A princípio, só fiquei arrependida de não ter levado meus fones de ouvido pra ouvir uma musiquinha, pois fila atrai gente que puxa conversa até com as paredes. Depois de 40 minutos de espera, ouvindo crianças chorar, as mães falando de luzes nos cabelos e nem aí pras criaturas se matando (isso porque tinha uma placa praticamente gritando por SILÊNCIO) e uma pessoa inconveniente querendo iniciar um papo infundado com a minha pessoa… eis que chega a minha vez. Fiquei sabendo que tinha 4 doses de vacina atrasadas e saí de lá não somente com 1 picada, mas com 3. Até então, tudo bem, afinal adoro tomar injeção (acreditem!).

Mas o que realmente me fez estrear o meu diário é a ignorância alheia. É impressionante como nos jornais e outras mídias de comunicação estão divulgando à exaustão a campanha de vacinação contra o H1N1 e mesmo assim as pessoas não sabem de porra nenhuma. Esse povo é um bando de alienados ou descerebrados?

No caminho pra minha casa, uma véia diz pra neta “Vai tomar a vacina? Porque não vai poder comer ovo, hein”. Pelamooooooooor!!!!! Tenho certeza que você sabe da campanha de vacinação (e deve estar careca de tanto ver as chamadas), no entanto, se ainda resta algum tipo de dúvida ou receio, clique aqui ou pergunte pra mim, afinal, tô aqui vivinha pra contar essa história.

Beijos.

Compartilhe essa bagaça:
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Tumblr
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • Print